Qual o conceito de Atividades Complementares?

As atividades complementares são desenvolvidas com o objetivo de agregar conhecimento e privilegiar a dinâmica de ensino-aprendizagem.

A complementação da formação, com vistas à aplicação em âmbito profissional, pessoal e social são a tônica desses conteúdos.

As atividades complementares possuem característica de um novo bloco de conteúdo que proporcionam o enriquecimento do programa em desenvolvimento

De acordo com o Parecer do MEC - CNE/CES nº 492/2001, há vários tipos de Atividades Complementares, onde destacamos:

a.: Participação em eventos tais como atividades culturais; conferências; semanas acadêmicas; palestras; congressos; e seminários. Esses eventos podem ser de cunho interno e/ou externos à instituição de ensino. e

b.: Integralização de cursos de extensão e/ou atualização acadêmica e profissional; atividades de iniciação científica, assim como de monitoria.

A Unieducar privilegia a construção de conteúdo em seus programas de Qualificação Profissional ao agregar a cada um desses – dependendo da carga horária – blocos de conteúdos relacionados à participação do aluno nesse tipo de atividade acadêmica.

Os atos normativos que instituem as Atividades Complementares são Parecer nº 67 do MEC CNE/CES, que estabelece um referencial para as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação e a Resolução MEC CNE/CES nº 2/2007, que dispõe sobre a carga horária mínima e os procedimentos relativos à integralização e duração dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade presencial.