Turismo local será impulsionado no pós-pandemia

tutoria@unieducar...
Publicado em: seg, 12/10/2020 - 08:44

Turismo local será impulsionado no pós-pandemia

Dentre as inúmeras mudanças estruturais que a primeira Pandemia do século XXI acarretará às mais diversas indústrias, certamente a Aviação foi e será uma das mais afetadas. E especificamente o nicho da aviação corporativa será um dos mais testados a partir da plena reabertura de destinos do que se costumou chamar de Turismo de Negócios.

Vamos ao exemplo da configuração das aeronaves que atendem rotas conhecidamente usadas para viagens de executivos que – até março de 2019 – viajavam para participar de congressos, seminários, palestras e reuniões de negócios. Essas aeronaves, especialmente as que pousam em cidades como São Paulo, Nova York, e tantas outras, estão (ou estavam) equipadas com uma Classe Executiva, que tende a sumir ou ser completamente repaginada.

Essa mudança está conectada à nova mentalidade forçada com o surto global do Covid-19. Se antes até mesmo as chamadas viagens “bate-e-volta”, onde voávamos pela manhã para participarmos de uma reunião e voltávamos no mesmo dia, eram comuns, agora a disseminação das chamadas “conference calls” certamente imporão um novo paradigma a essas interações.

A partir daí, toda a indústria do Turismo e Hotelaria já se organiza para essa nova realidade, projetando alternativas para redimensionar sua infraestrutura para uma reorganização dessa magnitude.
 

As agências de viagens que sobreviverem à Tsunami Coronavírus certamente estão cientes de que uma nova mentalidade terá que servir de parâmetro para os novos pacotes a serem oferecidos à sua clientela (leia-se audiência). Os desafios do Marketing de serviços turísticos nunca foram tão evidentes. A partir da elaboração de roteiros e pacotes turísticos mais focados em destinos de curta distância e a valorização do conhecimento que têm junto às comunidades locais, os empreendedores turísticos devem se especializar em criar experiências únicas, que não podem ser vendidas por outras empresas que não as suas.

As novas tendências do Turismo e a missão do Marketing de serviços turísticos devem, portanto, servir de parâmetros para que as pequenas empresas possam se antecipar e criar esse tipo de produto, que se configure em experiências únicas, impossíveis de serem repetidas para os demais. Só assim terão algo que é extremamente valioso no mundo dos negócios atualmente e que se configura em elemento gerador de receita: Diferencial. 

Gostou deste post? Quer sugerir novos temas? Quer escrever em nosso Blog Unieducar? Entre em contato conosco pelo e-mail sac@unieducar.org.br e interaja conosco!

Time de Tutoria e Gestão de Conteúdo Unieducar

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados no espaço “opinião” não refletem necessariamente nosso pensamento, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.